Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em nota, Instituto Brasil-Israel repudia encontro de Bolsonaro com deputada alemã

Segundo a entidade, reunião do presidente com Beatrix von Storch, cujo partido é investigado pela defesa de ideias neonazistas, é um revés para a memória do Holocausto
Em nota, Instituto Brasil-Israel repudia encontro de Bolsonaro com deputada alemã
Foto: Redes Sociais

O Instituto Brasil-Israel divulgou uma nota de repúdio ao encontro entre Jair Bolsonaro e uma das líderes da ultradireita alemã, a deputada Beatrix von Storch, registra a Folha.

“Ao contrário de uma união dos conservadores do mundo para defender os valores cristãos e a família, como sugeriu Bia Kicis, esses encontros estão mais para união de políticos de extrema-direita irrelevantes no cenário global. Um abraço de náufragos”, afirma a nota da entidade.

O instituto diz ainda que o encontro representa “um revés nos esforços de construção de uma memória coletiva do Holocausto” e afrontam o espírito da Constituição de 1988. Também descreve o partido da parlamentar como legenda de “tendências racistas, sexistas, islamofóbicas, antissemitas, xenófobas e forte discurso anti-imigração”.

Como publicamos, a sigla de Von Storch, a AfD (Alternativa para a Alemanha), é investigada por potencial ameaça à ordem democrática do país e pela defesa de ideias neonazistas. A deputada é neta de Lutz Schwerin von Krosigk, ministro das Finanças de Adolf Hitler.

Von Storch, que também se reuniu com Eduardo Bolsonaro e Bia Kicis, encontrou-se com Bolsonaro na última quinta (22) e postou nas redes nesta segunda (26) uma foto em que o presidente é ladeado pela parlamentar e por Sven von Storch, marido dela.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO