Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em ofício a Salles e França, Aécio manifesta "preocupação com diminuição de meta de emissões"

Em ofício a Salles e França, Aécio manifesta “preocupação com diminuição de meta de emissões”
O deputado federal Aécio Neves

Em ofícios enviados aos ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Carlos França (Relações Exteriores), o senador Aécio Neves manifesta “preocupação com a diminuição da ambição da meta do Brasil de redução de emissões”.

Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (Creden) da Câmara, o tucano se refere à versão revisada da NDC brasileira (o principal compromisso internacional do Brasil na área de mudança do clima) e reiterada na carta de Jair Bolsonaro a Joe Biden.

“A falta de atualização dos compromissos de redução em números absolutos, além de prejudicial para a preservação do meio ambiente e das condições de cultivo no Brasil, não encontra eco na tradição da diplomacia ambiental”, diz Aécio.

Segundo ele, “a ausência de medidas concretas para a contenção do desmatamento ilegal tampouco contribui para reverter a imagem de falta de engajamento do Brasil nas negociações  do clima”.

“Para nós, que já temos uma matriz energética limpa, o desmatamento é o nosso principal vetor de emissão de CO-2. Infelizmente, as taxas de desmatamento voltaram a crescer. Estamos de acordo com a necessidade de atrair mais recursos internacionais, em linha com os compromissos assumidos por países desenvolvidos no Acordo de Paris, para a preservação do patrimônio ambiental brasileiro e a promoção do desenvolvimento sustentável do país. Acreditamos, porém, ser mais eficaz, para atingir os objetivos brasileiros de mobilização de recursos, a retomada do maior envolvimento e liderança do Brasil nas negociações multilaterais ambientais, cuja experiência já possuímos desde a organização da Rio-92. Foi a atitude acertada dos primeiros governos democráticos brasileiros de buscar reafirmar a soberania na questão ambiental por meio de mais cooperação, que nos possibilitou tanto a atração de recursos externos para a conservação quanto a consolidação da agenda internacional de desenvolvimento sustentável mais benéfica para o nosso país.”

Leia a íntegra dos ofícios para Salles (aqui) e França (aqui).

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO