Em reunião dos Brics, Bolsonaro critica OMS

Em reunião dos Brics, Bolsonaro critica OMS
Reprodução/TV Brasil/YouTube

Em reunião da cúpula do Brics, Jair Bolsonaro voltou a dizer que, desde o início da pandemia da Covid-19, ele defendeu que era preciso cuidar da economia e da saúde “simultaneamente e com a mesma responsabilidade” — o presidente não pontuou que, desde o início, minimizou a doença e fez propaganda da cloroquina.

Antes, o presidente disse que o Brasil está comprometido “na busca de uma vacina segura e eficaz contra a Covid-19”.

“O Brasil busca e trabalha para uma vacina própria”, emendou.

Bolsonaro também aproveitou o palanque para criticar a OMS.

“Desde o início, critiquei a politização do vírus e o pretenso monopólio do conhecimento por parte da OMS, que necessita urgentemente, sim, de reformas.”

Em seguida, ele criticou outros organismos internacionais, como a OMC e o Conselho de Segurança das Nações Unidas, que, segundo ele, também precisam de reformas.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 26 comentários
TOPO