Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em SP, gestões estadual e municipal se acusam por falta de vacina

Imunizantes acabaram em pelo menos 160 postos de saúde da capital paulista nesta segunda, 21; João Doria tem anunciado a antecipação do calendário de vacinação no estado
Em SP, gestões estadual e municipal se acusam por falta de vacina
Foto: Rodrigo Nunes/MS

As secretarias estadual e municipal da Saúde trocaram acusações por causa da falta de vacinas em postos de saúde da cidade de São Paulo nesta segunda-feira (21), registra o UOL.

De acordo com levantamento da rádio Bandeirantes, os imunizantes acabaram em pelo menos 160 UBS (unidades básicas de saúde) da capital paulista.

O governo estadual disse que a prefeitura era responsável por distribuir as doses para os postos no município de São Paulo.

Já o secretário municipal Edson Aparecido —do PSDB, mesma sigla do governador João Doria— afirmou que o estado não enviara doses suficientes e que aguardava a entrega de novas remessas ao longo do dia.

Mais tarde, conforme publicamos, nota oficial da prefeitura alegou que se tratava de um “desabastecimento pontual”.

Para concorrer com outros chefes de Executivo, como o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o governador gaúcho, Eduardo Leite, Doria tem divulgado a antecipação do calendário de vacinação no estado e já prometeu que toda a população maior de 18 anos será vacinada até o fim de setembro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO