Em troca de vacinas, governo deve baixar tom com a Huawei no 5G, diz jornal

Em troca de vacinas, governo deve baixar tom com a Huawei no 5G, diz jornal
Foto: Isac Nóbrega/PR

O governo Bolsonaro vai adotar um tom mais amigável sobre a participação da Huawei no 5G. Em troca, espera agilizar a importação de insumos para produzir vacinas. A reportagem é da Folha.

Os insumos da Coronavac e também da vacina da AstraZeneca/Oxford são produzidos na China. Ambas as fábricas foram inspecionadas pela Anvisa.

A Huawei não vai participar do leilão do 5G, e sim as operadoras. No entanto, as operadoras são clientes da Huawei, comprando antenas e tecnologia da gigante chinesa.

Leia mais: Crusoé expõe o que está na mesa de negociações pela sucessão na Câmara e no Senado, entre elas a liberação bilionária de emendas, oferta de ministérios, promessas de implosão da Lava Jato, entre outras
Mais notícias
TOPO