Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Em uma semana, os sistemas de saúde deverão entrar em colapso"

Em entrevista, a cardiologista Ludhmila Hajjar disse que muitos profissionais da saúde serão infectados nos próximos dias, em meio ao avanço da Ômicron
“Em uma semana, os sistemas de saúde deverão entrar em colapso”
Foto: Reprodução/Instagram

A cardioologista Ludhmila Hajjar (foto), que chegou a ser cotada para assumir o Ministério da Saúde no ano passado, afirmou que o Brasil deve ter um colapso do sistema de saúde em uma semana, em meio ao avanço da variante Ômicron da Covid.

Em entrevista a O Globo, Hajjar alertou para o aumento de infecções entre profissionais da saúde.

“Pelo ritmo que estamos vendo, em uma semana os sistemas de saúde deverão entrar em colapso no Brasil. O número de infecções aumentará mais ainda nos ambulatórios e provavelmente faltarão mais profissionais da saúde no combate. A maioria dos médicos e enfermeiros foi imunizada com duas doses da CoronaVac e reforço da Pfizer. A CoronaVac foi importantíssima no início, frente a inexistência de outras. Mas ela não protege como as outras em relação a novas variantes. Muitos de nós seremos infectados. De uma forma mais branda em relação ao que se viu há um ano, quando não havia imunizantes no Brasil. Mesmo assim, seremos afastados. Só na minha área do Hospital das Clínicas, de São Paulo, por exemplo, temos 56 profissionais afastados.”

Para a cardiologista, a variante Ômicron pode representar o início do fim da pandemia.

“Sim e por um motivo principal. Temos pela primeira vez a junção de dois fatores: uma variante altamente prevalente infectando muita gente imunizada. Isso faz com que um número alto de pessoas se infecte com a forma branda da doença, o que é bom para a imunização. Não podemos, no entanto, baixar a guarda com a vacinação.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....