ACESSE

Em vídeo, executivo da Odebrecht confirma US$ 35 milhões para Maduro

Telegram

A ex-PGR venezuelana Luisa Ortega Díaz publicou em seu perfil no Twitter  vídeo do depoimento de Euzenando Azevedo, presidente da Odebrecht Venezuela, que admite ter pago a Nicolás Maduro o valor de US$ 35 milhões em propina.

Maduro queria US$ 50 milhões.

“Eu fui procurado por um dos representantes do sr. Nicolás Maduro, um sr. chamado Américo Mata”, disse Azevedo.

“Eu já o conhecia porque circulava no governo e quando o presidente Chávez estava doente, o vice-presidente (Maduro) ia visitar nossas obras e sempre ia acompanhado do sr. Mata.”

“Então esse sr. Américo Mata me procurou e fechou um encontro comigo. Ele me pediu uma contribuição. Ele sabia de nosso negócio e do tamanho de nossas operações. Ele pediu um valor grande para a época. Eu aceitei dar US$ 35 milhões.”

Luisa Díaz publicou o vídeo horas depois de Tarek William Saab, o novo PGR de Maduro, informar que pediu à Interpol a difusão de um alerta vermelho contra o executivo da Odebrecht.

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI

Comentários

  • Direita -

    Atenção para a frase do jovem Diretor da Odebrecht: FORAM SÓ 50 MILHÕES DE DÓLARES.... NAQUELA ÉPOCA, ERA MUITO DINHEIRO..... Quer dizer que hoje seriam 50 BILHÕES?????!!!!!!!! A propósito, como ficarão os retornos aos investimentos da Odebrecht e outros gigantes brasileiros agora que a Venezuela ACABOU......??????????

  • Leila -

    Esse é o verdadeiro retrato do comunismo na Venezuela e no mundo! O FDP do Maduro com milhões em propina enquanto o povo morre de fome!

  • BOMBA! -

    IRRITADOS com os ataques nas redes sociais e críticas feitas a LULA, WADIH DAMOUS e FÁBIO ASSUNÇÃO prometem processar internautas e o Juiz Sérgio Moro. "VAMOS convocar a militância e ir à Curitiba DENUNCIAR as arbitrariedades de MORO"

Ler 47 comentários