Embaixador da China deixa de seguir Ernesto, e Planalto vê provocação

Embaixador da China deixa de seguir Ernesto, e Planalto vê provocação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Igor Gadelha, na Crusoé, informa que o Palácio do Planalto considerou uma “provocação” o fato de o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, ter deixado de seguir o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, no Twitter.

Auxiliares de Jair Bolsonaro dizem que o “unfollow” ocorreu depois de a imprensa publicar que o chanceler brasileiro teria culpado o governo chinês pela pandemia da Covid-19.

Procurado, o porta-voz da embaixada da China, ministro-conselheiro Qu Yuhui, disse não ter conhecimento do assunto. “E nunca vejo nada de provocação do lado chinês”, afirmou à Crusoé.

Leia mais aqui.

Leia também: Combo O Antagonista+ Crusoé: 3 meses por R$ 1,90/mês (depois 62% desc.)
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO