Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Embaixadores europeus dizem a governo Bolsonaro que desmatamento afeta negócios

Embaixadores europeus dizem a governo Bolsonaro que desmatamento afeta negócios
Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT

Embaixadores e encarregados de negócios de sete países da Europa no Brasil enviaram uma carta a várias autoridades do governo Bolsonaro para alertar sobre o aumento do desmatamento no país.

No documento, eles dizem que o desmatamento está “tornando cada vez mais difícil” estabelecer relações comerciais de empresas e investidores europeus com o Brasil.

“Nossos esforços coletivos para gerar um maior investimento financeiro na produção agrícola sustentável e melhorar o acesso de produtos obtidos de forma sustentável aos mercados também poderia apoiar o crescimento econômico do Brasil. Contudo, enquanto os esforços europeus buscam cadeias de suprimento não vinculadas ao desflorestamento, a atual tendência crescente de desflorestamento no Brasil está tornando cada vez mais difícil para empresas e investidores atender a seus critérios ambientais, sociais e de governança”, diz um trecho da carta.

O documento é assinado pelos embaixadores da Alemanha (Heiko Thoms), Bélgica (Patrick Hermann), Dinamarca (Nicolai Prytz), Noruega (Nils Martin Gunnen) e Holanda (Cornelis van Rij), além dos encarregados de negócios da embaixada da França (Giles Pecassou) e do Reino Unido (Liz Davidson).

Seis desses países formam o chamado “Grupo de Amsterdã”, hoje presidido pela Alemanha, uma parceria de sete nações “comprometidas em eliminar o desflorestamento das cadeias de suprimentos agrícolas à Europa”.

A Itália é membro do grupo, mas não assinou a carta. E a Bélgica, que não integra o grupo, assinou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO