Emílio Odebrecht diz não ter nada a ver com propina a Bendine

Para não dizer que não falamos de Emílio Odebrecht: o empreiteiro depôs hoje a Sérgio Moro e negou ter participado de pagamento de propina a Aldemir Bendine.

O ex-presidente da Petrobras é acusado de cobrar propina de R$ 3 milhões da Odebrecht para proteger a empreiteira em contratos da estatal.

Testemunha de defesa do filho Marcelo, o homem do “pacto de sangue” com Lula –segundo Antonio Palocci– alegou não saber de nada.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Esse Sr. Emílio é um imbecil. Já tinha levado uma dura do MPF, em outra ocasião, porque estaria, em tese, delatando, porém, omitindo fatos e informações. Agora, novamente, mente descaradamente, porquanto, por óbvio pagou propina a Bendine. Assim, deve ser desconsidera a sua delação e ir direto para a prisão.

  2. Ler mais 5 comentários
    1. Esse Sr. Emílio é um imbecil. Já tinha levado uma dura do MPF, em outra ocasião, porque estaria, em tese, delatando, porém, omitindo fatos e informações. Agora, novamente, mente descaradamente, porquanto, por óbvio pagou propina a Bendine. Assim, deve ser desconsidera a sua delação e ir direto para a prisão.

    2. Então tá, ele falou tá falado né? É assim na moleza? Esse velho FDP! deixou o filho na cadeia pra proteger o Jararaca, não sofreu absolutamente nada, e é o chefão da empresa corruptora.