Empresa investigada pagou R$ 1,5 milhão por imóvel a cunhado de Alckmin

Reportagem do site BuzzFeed mostra que uma empresa controlada por Adhemar Ribeiro, cunhado de Geraldo Alckmin, recebeu R$ 1,5 milhão pela venda de um imóvel à Focco Tecnologia e Engenharia.

A Focco tem como sócio Ademir Venâncio de Araújo, ex-diretor da CPTM e réu na Justiça sob acusação de receber e lavar propina da Siemens durante governos do PSDB em São Paulo.

O imóvel é uma casa de dois andares com 320 m² no Jardim Paulista, vendida à Focco pela Wall Street Empreendimentos e Participações. A Wall Street está em nome do filho de Adhemar, mas o pai tem procuração para representá-la.

Adhemar foi acusado por um delator da Odebrecht de receber, em nome de Alckmin, R$ 2 milhões em caixa dois na campanha de 2010.

A Focco, por sua vez, foi denunciada (formalmente acusada) pelo MPF de usar contratos fictícios com a Siemens para lavar ao menos R$ 26,3 milhões em propina, o equivalente a 5% de um contrato com o Metrô assinado em 2000.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO