ACESSE

Empréstimo para Porto de Mariel: prazo de 25 anos, juro baixo e 'charuto' de garantia

Telegram

Numa das atas da Camex, tornada pública pelo BNDES, estão registradas as condições excepcionais do empréstimo do BNDES para a construção do Porto de Mariel, pela Odebrecht.

Mantidos em sigilo até hoje, os parâmetros do financiamento incluem prazo de 25 anos, sendo quatro de carência, a taxa Libor de 60 meses mais spread de 3,5 % a.a. – com parcela à vista de apenas 15% do valor total.

Para o valor de US$ 176,5 milhões, o governo brasileiro aceitou como garantia “fluxos internos de recebíveis da indústria cubana de tabaco”.

Também ampliou de dez para 25 anos o prazo de equalização de juros – espécie de subsídio de juros em que o Banco do Brasil paga ao BNDES a diferença entre o juro do banco e o internacional, se este for menor. Essa alteração causou um prejuízo de R$ 68 milhões, segundo o TCU.

É muito charuto, não?

O que une Gleisi Hoffmann e o líder do DEM? A Lava Jato, claro.

Comentários

  • NEIDER -

    so da mais raiva do PT

  • ADONIS -

    Nós estamos recebendo o combinado, ou seja, fumo.

  • Mauricio -

    Além de levarmos fumo, o empréstimo foi em moeda forte e as garantias em moeda podre...

Ler 176 comentários