ACESSE

Endireita, Meio Ambiente

Telegram

O futuro ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi entrevistado pelo Estadão.

Leia uma das suas respostas:

“O presidente eleito defendeu acabar com o que chama de indústria de multas do Ibama. Na sua opinião, o Ibama tem atuação política? O sr. vai propor alguma mudança?

Eu fui secretário do Meio Ambiente em São Paulo e também aqui foi preciso fazer uma verificação do devido processo legal, da observância do contraditório, da ampla defesa, que são garantias constitucionais que assistem a todos os brasileiros. O que verificamos aqui em São Paulo foi que, de fato, há uma precipitação em impor sanções. Muitas vezes, quando se debruça sobre os casos concretos para verificar se tudo está devidamente fundamentado e foi dado direito de defesa, se verifica que esse devido processo legal não foi observado. Essa é a nossa preocupação.”

É o Endireita, Meio Ambiente.

Você precisa saber quem são os novos 'donos do poder'. E precisa saber AGORA

Comentários

  • ROBERTO -

    Os procuradores federais que atuam no Ibama são sérios. Não existe hipótese de uma sanção sem o devido processo legal. Salles tem que procurar outro caminho.

  • Alcimar -

    Já anunciou que multas serão canceladas. Adivinha qual será a primeira multa anulada por ele? A de 10 mil aplicada ao Jair.

  • Maria -

    Aí, vai derrubar TUDO! Toda a ORCRIM, de todos os partidos!

Ler 38 comentários