Enfermeira da 'vacina de vento' é indiciada por peculato e crime contra saúde pública

Enfermeira da vacina de vento é indiciada por peculato e crime contra saúde pública
Foto: Michael Appleton/Mayoral Photography Office

A técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita foi indiciada por peculato e crime contra a saúde pública por não ter aplicado a vacina contra a Covid em um idoso, em Niterói, região metropolitana do Rio.

Em depoimento à Polícia Civil, ela disse que estava “extremamente cansada e estressada”. Após conclusão do inquérito, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que a profissional “foi desligada do quadro de funcionários do órgão“.

“Ela disse que não sabia explicar por que fez aquilo, que em 10 anos de profissão ela nunca tinha cometido tal deslize e não conseguiu explicar as razões de não ter aplicado o êmbolo. Inicialmente, ela alegou que estava estressada e extremamente cansada. Mas é muito difícil explicar o inexplicável”, disse ao G1 o delegado titular da 76ª Delegacia, Luiz Henrique Marques Pereira.

A pena por crime de peculato pode chegar a 12 anos de prisão.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO