ACESSE

'Engenheiro civil formado' recebeu o coronavoucher

Telegram

O “engenheiro civil formado” que agrediu verbalmente o fiscal da Vigilância Sanitária Flávio Graça durante inspeção em um restaurante na Barra da Tijuca, no Rio, recebeu o “coronavoucher”, o auxílio emergencial de R$ 600 do governo de Jair Bolsonaro, informa O Globo.

O jornal carioca teve acesso aos dados do engenheiro de 43 anos no Portal da Transparência da CGU e constatou que ele deu entrada no pedido e recebeu a primeira parcela do pagamento em maio.

Pelas regras do “coronavoucher”, ele é destinado apenas a trabalhadores informais e desempregados, ou pessoas que perderam o emprego em consequência da pandemia do novo coronavírus.

O Globo diz ainda que as redes sociais do homem, agora apagadas, continham postagens elogiosas à extremista Sara Winter e ao blogueiro bolsonarista disseminador de fake news Oswaldo Eustáquio.

Mais cedo, conforme publicamos, a mulher do “engenheiro civil formado” foi demitida do cargo que ocupava na empresa de energia Taesa.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder

Comentários

  • Renato -

    Todo castigo é pouco pra esse tipo de gente.

  • Wesley -

    Queria que O Antagonista demonstrasse que o jornalista (chamado pejorativamente de bloqgueiro) é ou foi um disseminador de fake news! Por favor, façam uma reportagem sobre ele!

  • Luís -

    Provavelmente logo estará lotada em um gabinete bolsonarista....

Ler 128 comentários