Engordando o teto

Os salários básicos dos juízes brasileiros são engordados por adicionais legais, reforça Nelson Marconi, da FGV.

Há diferentes abonos e gratificações: por tempo de serviço, por dupla função e substituição de colegas em férias ou em licença.

Também existem os auxílios: pré-escolar, saúde, moradia.

Além de gratificações natalinas ou por férias ou mesmo por ganhos em processos judiciais movidos pelos próprios juízes.