​“Enquanto advogado”, o senhor acorda tarde

O advogado dos invasores do Palácio Capanema, Rodrigo Mondego, disse ao G1 que não teve acesso ao prédio, ao chegar ao local, às 9h10.

“Pedi para entrar, enquanto advogado, e não me foi permitido o acesso com o argumento de que precisa de uma autorização superior, que não chega”, disse.

A PF madruga, advogado: chegou ao prédio às 6h.