ACESSE

Enquanto isso, TSE contrata empresa suspeita

Telegram

A Partnersnet Comunicação Empresarial venceu o pregão para a prestação de serviços de produção, gravação, edição e distribuição de programas de rádio e TV para o TSE. O contrato de R$ 5 milhões por ano será assinado até sexta-feira.

A empresa mineira foi alvo de denúncias de suborno, superfaturamento e fraude em licitação no Ministério da Fazenda e no STF. Reportagens da revista Época revelaram até que dois assessores de Guido Mantega receberam propina da Partnersnet.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Seja o primeiro a comentar