Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ensino de religião em escolas públicas: 1 a 1

O ministro Alexandre de Moraes votou para rejeitar ação da PGR que pede o fim do ensino de religiões específicas em escolas públicas.

Para ele, a disciplina deve ser oferecida para quem quiser e o Ministério da Educação é quem tem de regulamentar essa situação.

Ontem, como registramos aqui, Luís Roberto Barroso, o relator, votou para que não haja o ensino de religiões específicas. Ele também disse que as matrículas na disciplina devem ser facultativas e que professores não podem ser representantes de religiões, como padres e pastores.

A sessão no STF foi suspensa para intervalo. O placar, portanto, está em 1 a 1.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO