Ensino de religião em escolas públicas: 1 a 1

O ministro Alexandre de Moraes votou para rejeitar ação da PGR que pede o fim do ensino de religiões específicas em escolas públicas.

Para ele, a disciplina deve ser oferecida para quem quiser e o Ministério da Educação é quem tem de regulamentar essa situação.

Ontem, como registramos aqui, Luís Roberto Barroso, o relator, votou para que não haja o ensino de religiões específicas. Ele também disse que as matrículas na disciplina devem ser facultativas e que professores não podem ser representantes de religiões, como padres e pastores.

A sessão no STF foi suspensa para intervalo. O placar, portanto, está em 1 a 1.

32 comentários

  1. Tomara que isso não guarde relação alguma com a manchete do Estadão: Professora é morta estrangulada em aula de catequese no RS

    Elaine Maria Tretto foi retirada da sala de aula, enforcada e morta no banheiro de uma capela católica; vítima era casada e tinha um filho

    1. se ferrou STF julga permissão para ensino religioso no Brasil nesta quarta-feira tÔmáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  2. JÁ NÃO BASTOU OS MADRASSAS DO PETISTAS,COM OS M S T S DA VIDA E CONGÊNERES.
    O ESTADO DEVE SER LAICO,CADA QUAL SIGA Á SUA RELIGIÃO.

  3. A esquerda não descansará enquanto não demolir as bases religiosas de nossa longeva tradição. Só respeitam o Partido, acima de tudo e todas as coisas e pensamentos.

  4. Não deveria nem constar nas escolas públicas a disciplina de ‘Religião’, nem se fosse facultativa! Há centenas delas, e a influência das principais já são abordadas indiretamente em ‘História’, ‘Literatura’, ‘Sociologia’/Filosofia’ e até na ‘Matemática’.

    O estado não devia se intrometer (e gastar nosso $!!!!) em questões de âmbito particular como (Fé, gênero etc).

    1. Sou liberal-conservador e à favor de um Estado mínimo e o livre-mercado.
      Assim como o ‘Kit gay’ sugerido pela Esquerda eu não engulo a patetice e imposição da ‘Doutrinação Cristã’ (do ‘pacote’ Conservador) e as suas normas de conduta ‘corretas’ (sobre sexualidade, aborto e tal) baseadas no ‘livro Sagrado’!

  5. A sociedade brasileira vai ficar vendo os caras DESENHAR NORMAS que não são de suas atribuições, COM A DESCULPINHA ESFARRAPADA DE “CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE’????
    Até quando vamos aceitar CALADOS 11 GRANSCIANOS pautar o povo brasileiro??
    Quem falou que a Constituição TEM NORMA EXPRESSA dizendo algo para dar margens a tal julgamento? MOSTRE O ARTIGO DA CONSTITUIÇÃO QUE DIZ VEDAR TAL POSTURA DE PROFESSORES! VAI “INTERPRETAR” né? Interpretar = agir sem legitimidade, com SUPOSTA “contra-majoritário” em um país com mais de 90% de Cristãos, o STF vai ESTU-PRAR a CF DE NOVO!
    Vocês NÃO TEM LEGITIMIDADE PARA EXISTIR BANDO DE LI-XOS CANALIZADORES DA ESQUERDA INSTITUCIONALIZADA! parem de julgar! parem de SE METER NO QUE NÃO É DE VOCêS! É O CONGRESSO E SÓ ELE QUEM PODE DECIDIR!

  6. Todos sabemos qual seria o placar do STF se a “religião” em questão fosse o culto ao gato da Bruxa do 71.

  7. PGR? Quem? Janot? Aquele que lutou pela ideologia de gênero nas escola? Isso será lembrado ano que vem, caso ele queira se candiar a algo! Bom, a educação, de acordo com a Constituição, é assunto INCLUSIVE da família. Tal questão deveria ir à plebiscito, já que reza o Art. 205.: “A educação, direito de todos e dever do Estado e E DA FAMÍLIA, será promovida e incentivada com a COLABORAÇÃO DA SOCIEDADE, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Onde tem família/ sociedade, deveria ter decisão coletiva. Não é justo que meia dúzia de progressistas vermelhos decidam sobre a educação de nossos filhos.

  8. PERDA DE TEMPO:O estado não deve se meter nas vidas e decisões que são de âmbito familiar. No máximo deve cobrar/regular das escolas as matérias básicas ; Matemática, português etc…
    Se uma escola católica ou de qualquer outra religião quiser ensinar religião de forma facultativa, sendo padre, pastor ou pai de santo que irá ministrar as aulas, isso não é problema do estado. Se matricula em escolas confessionais quem quer

    1. Dez!
      Concordo com seu ponto de vista!
      A nossa Justiça é de uma injusiça divina!
      Vermelha até os ossos! Passional que beira ao irracional!

    2. Concordo com a maior parte da sua opinião, mas acho que o caso envolve escolas públicas. Se o professor for bancado por toda população, acaba ficando estranho o favorecimento de uma religião. Se as aulas forem sem custo para o estado (serviço voluntário), não vejo problema.

  9. BARROSO é o maior condutor da pauta da NOM, os ideais genocidas da chamada “Pauta Progressista Mundial. Ele e sua família são beneficiários de muito dinheiro de Organizações (genocidas) bancadas por George Soros.
    Ele só defende coisa BOAS (para o Inferno):
    – Assassinato de bebês inocentes (aborto)
    – Destruição da infância (Ideologia de Gênero)
    – Destruição da juventude (Liberação de drogas e Legalização da profissão de Traficante)
    – Destruição da família e seus valores
    – Liberação da Pedofilia (adoção de crianças por gays, e a própria ideologia de gênero)
    – TUDO POR DINHEIRO!!!
    CANALHA!!!! INIMIGO DO BRASIL!!!!!

    “Nos vemos no Juízo Final.”

  10. Um país cristão não pode ter aulas de cristianismo nas escolas públicas. Isso é a esquerdopatia: ditadura das minorias. Porque uma minoria não é cristã, então a maioria tem que se conformar e pautar sua vida de acordo com a minoria. Cadê a democracia, onde vale a vontade DA MAIORIA?

  11. Enquanto o mundo desenvolvido discute o ensino da segunda língua estrangeira (o inglês é sempre a primeira) nós estamos discutindo ensino de religião. O sistema público de ensino precisa de mais aulas de Matemática e Português.
    Imaginem a zona que vai ser no páteo da escola quando metade de uma sala ficará à toa (ou na internet) enquanto a outra metade estará na sala de aula. Vai haver estigmatização entre quem assiste e quem não assiste.

  12. Ensinamentos religiosos, ou de qualquer doutrina deveriam ser proibidos terminantemente nas escolas. Doutrinas são, na sua esmagadora maioria, instrumentos de manipulação de consciências. Nada mais do que isso!!!! O que se deve estimular nas escolas, isso sim, é o uso máximo do senso crítico do aluno, para que ele, o quanto antes, se defenda dos manipuladores.

    1. Além de religião, o que mais é doutrina? Vi hoje um vídeo que uma aluna gravou de um professor defendendo insistentemente o aborto, e tentando convencer a garota por todos os meios possíveis que ela estava errada. Isso é doutrinação ou não? Ah, sim…ele estava tendo um razoável sucesso com alguns alunos.
      Sinceramente, nem jesuíta seria tão insistente como o douto lente.

  13. Cada vez mais rápida, a agenda internacionalista toma conta da pauta política e social nacional. Tudo importado dos psicopatas americanos e europeus, engenheiros sociais que encontraram na elite BO.S.TA que temos neste país os lacaios perfeitos para sua agenda. Afinal, o importa é DINHEIRO, dizem os liberais. Parabéns aos envolvidos. Religião, ainda que facultativo, não pode. Mas dar OCU e usarDROGAS, além de MARXISMO,ahhh, que bom, isso pode.

  14. Se ensino religioso está fora da Escola Pública, então marxismo não poderá ser ensinado como doutrina. Religião política tb é religião.

  15. O problemas, Sr Atraso, é que um professor de ciências e geografia evangélicos ensinam a matéria e desmentem logo em seguida dizendo que na bíblia está a verdade. Fato ocorrido na família. No interior desse país educação é tratado como cachorro morto, fazem o que querem, sapateiam em cima, cospem e divertem.

    1. Que absurdo!
      Sou pedagoga e sou cristã.E,sinceramente,o que vejo nas escolas são:símbolos da Páscoa da Igreja Católica,Natal Romano,feriados com dias de Santos.
      Além disso,o que mais se vê,é essa maldita doutrina Marxista,ideologia de gênero,sendo colocadas aos nossos alunos.
      Não generalize!

  16. Na visão do Barroso, deveria lecionar sobre o cristianismo nas escolas um militante de extrema-esquerda,que obviamente iria leciona-la ao seu gosto pessoal. Imagina seu filho tendo aula com um sujeito assim?

  17. Que mal pode haver em aprender os Dez Mandamentos e os Evangelhos se o Brasil é um país essencialmente cristao?
    Aliás, o maior interesse dos comunistas é acabar com os cristaos. Yuri Bezmenov já entregou há tempos!

  18. Definição de estado laico: “Estado laico significa um país ou nação com uma posição neutra no campo religioso. Também conhecido como Estado secular, o Estado laico tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião.”

  19. Tira ensino religioso, ensina educação sexual pra criança de 5 anos e coloca banheiro transex!
    Depois reclamam que professor apanha em sala de aula, é assassinado por aluno, que o Brasil ninguém tem educação, que o país é sempre um dos últimos colocados nos rankings internacionais…
    Por mim que se dane! Vou ter mão de obra barata pelo resto da minha vida! Paciência, não dá pra lutar contra tudo!

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.