Entre gráficas e palanques

A Globonews conversou com Dr. Charles, o ex-assessor de Antonio Palocci. Ele negou a versão de Fernando Baiano e garantiu que não trabalhou na arrecadação da campanha de Dilma, mas na montagem de palanques.

A versão de Dr Charles não melhora muito sua situação, pois a empresa responsável pela montagem dos palanques era a Focal, que está sendo investigada pela PF por suspeita de servir para lavar dinheiro.

A Focal recebeu R$ 24 milhões da campanha de Dilma. A Focal pertence a Carlos Cortegoso, o ex-garçom de Lula que também é dono da CRLS, empresa pega na Operação Pixuleco II.

Faça o primeiro comentário