"Entre o Brasil e o PT, o PT escolhe sempre a si mesmo"

O Estadão diz que a guerra da vacina — e o comportamento de Jair Bolsonaro na pandemia, indiretamente — podem acabar fortalecendo o “centro democrático”, que busca candidato viável para derrotar Jair Bolsonaro em 2022.

O PSDB tenta emplacar João Doria. E o PDT quer empurrar Ciro Gomes.

O PT, claro, está de fora. O presidente do PSB, Carlos Sirqueira, disse ao jornal:

“O PT não tem condição de liderar aliança ampla. Não sai da bolha. Isso é a cara do PT, do exclusivismo deles e da falta de compreensão do momento político e da ameaça à democracia. Entre o Brasil e o PT, o PT escolhe sempre a si mesmo e vai continuar assim.”

Leia mais: Combo O Antagonista e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários
TOPO