Entregou só o que quis

O advogado Cristiano Martins confirmou que Luís Cláudio Lula da Silva limpou o escritório antes da chegada da Polícia Federal. Na versão dele, porém, Lulinhazinho não “retirou documentos” da LFT, mas os levou para seus advogados, “para subsidiar providências jurídicas”.

“Esse material foi espontaneamente disponibilizado ontem à Polícia Federal e hoje entregue na Superintendência de São Paulo”, diz Martins.

Ou seja, pegou o que podia e entregou o que quis. Se a PF não quiser ser desmoralizada, assim como toda a força tarefa da Zelotes, é bom providenciar com urgência um mandado de busca e apreensão nos escritórios dos advogados de Lulinhazinho.

Faça o primeiro comentário