ACESSE

ENTREVISTA: "Não sou político e não serei jamais", diz Guedes

Telegram

No terceiro e último bloco da entrevista exclusiva com Paulo Guedes a O Antagonista, o ministro pondera sobre o recuo do governo no calendário de votação das reformas tributária e administrativa, diante dos protestos de rua nos países da América Latina.

Para ele, é um erro de percepção achar que tais pautas são impopulares. Seria justamente o contrário.

“A população brasileira está esperando essas reformas. Não tenho dúvidas de que, quanto mais rápido implementarmos essas políticas, mais rápido o país retomará o crescimento e mais vigoroso será esse crescimento.”

E alerta para o ‘risco Maurício Macri’. “Tem gente que apoia o governo e vai a ele (Jair Bolsonaro) e o aconselha a dar uma pisada no freio. Se andar muito devagar, pode acontecer como com o Macri.”

Guedes explicou como pretendia desonerar a folha de pagamento sem que isso impactasse a Previdência. “Eu ia substituir os impostos cobrados sobre a folha pelo imposto sobre transações financeiras. Os impostos sobre folha de pagamento são armas de destruição em massa de empregos.”

O ministro também rejeitou especulações de que venha a repetir Fernando Henrique Cardoso, concorrendo à Presidência. “Jamais vou entrar para a política. Zero vontade. Minha vocação é ser economista. Hoje sou um servidor público. Não sou político e não serei jamais.”

Em relação ao aumento da carne, Guedes pondera que o governo não pode ser responsabilizado por tudo, mas espera que o mercado se autorregule e o preço caia em breve. “Tem frango, tem outras coisas.Vamos dar um jeito de fazer esse churrasco. Vai ser o melhor Natal.”

Os assinantes do A+ têm acesso antecipado à entrevista.

Assista também:

ENTREVISTA: “Esses abusos dos financistas sempre existiram. Basta não garanti-los”, diz Guedes

ENTREVISTA: “Trump está cometendo um equívoco brutal”, diz Guedes

A insurreição contra a tentativa no STF de parar a Lava Jato. Mais aqui

Comentários

  • Sonia -

    Acabei vendo as duas partes anteriores no YouTube. Parabéns, Cláudio, pelo brilhante trabalho e parabéns ao ministro pela clareza e objetividade nas respostas. Passa confiança. É disso que precisamos.

  • Gilberto -

    Que maravilha a competência do Paulo Guedes!

  • Enilze -

    Fica fácil zerar encargos patronais criando novo imposto disfarçado. Parece o PSDB dando novos nomes para o que já conhecemos bem.

Ler 29 comentários