Epidemiologista calcula eficácia da Coronavac em 49%; Butantan não responde

Epidemiologista calcula eficácia da Coronavac em 49%; Butantan não responde
Apresentação

O Antagonista pediu para a epidemiologista Denise Garrett, vice-presidente do Instituto Sabin, de Washington, calcular a taxa geral de eficácia da Coronavac com base nos números apresentados hoje pelo Butantan.

Garret encontrou um valor mais baixo. “Pelo número que deram é 49%.”

Questionado por meio da assessoria de imprensa, o Instituto Butantan ainda não respondeu sobre a inconsistência dos dados.

Além de uma taxa geral de eficácia menor do que a anunciada na semana passada (78%) e da insignificância estatística da amostragem de casos graves, Dimas Covas e sua equipe apresentaram hoje um estudo que mostra a participação de 9.242 voluntários.

Na semana passada, Covas falou em mais de 12 mil. Em outras oportunidades, também foram divulgados contingentes de 13 mil e de 15 mil.

(Atualização): Denise Garrett corrigiu-se, posteriormente, afirmando que seu cálculo não considerou ‘hazard ratio’,  que compara a incidência instantânea com eventos registrados em diferentes grupos..

Apresentação

Leia mais: Crusoé revela documentos de leniência que a holding JBS omitiu da Justiça. Há ainda novos detalhes de repasses feitos a ministros do atual governo e ao Instituto Lula.
Mais notícias
TOPO