"Era o que tinha"

“Era o que tinha”
Foto: Reprodução/Instagram/rosangelawmoro

Sergio Moro destacou a entrevista de sua mulher, Rosangela, a Pedro Bial.

Ela falou sobre seu livro – “Os Dias Mais Intensos: Uma História Pessoal de Sergio Moro” – e explicou por que votou em Jair Bolsonaro, no segundo turno de 2018:

“Era o que tinha para hoje. Preferi acreditar que ia ter jeito, que dessa vez vai.”

Em seguida, ela denunciou o estelionato eleitoral bolsonarista:

“O que foi vendido: ‘chega de velha política’, ‘vamos nomear técnicos’, ‘vamos romper com esse toma-lá-dá-cá’, ‘vamos solidificar o combate à corrupção’ – e era uma pauta que agradava.”

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 93 comentários
TOPO