"Eram para disfarçar doações ilegais", diz PF sobre notas emitidas por empresas de Pimentel

“Eram para disfarçar doações ilegais”, diz PF sobre notas emitidas por empresas de Pimentel
BELO HORIZONTE, MG, BRASIL, 11.07.2018 - O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, durante entrevista no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. (Foto: Alexandre Rezende/Folhapress)

A Operação Monograma, desdobramento da Acrônimo que tem Fernando Pimentel como alvo, apura suspeita de delitos eleitorais cometidos pelo petista, como registramos mais cedo.

Em entrevista à GloboNews, o delegado da Polícia Federal Marinho Rezende disse haver fortes indícios de que empresas de consultoria do ex-governador de Minas Gerais emitiram notas fiscais, mas os serviços referentes a elas não foram prestados.

“Eram para disfarçar doações ilegais”, resumiu.

Os grampos que ligam Joesley, da JBS, com os poderosos de vários partidos. LEIA AQUI
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 36 comentários
TOPO