Ernesto Araújo diz que nota de Maia se baseia em ‘interpretações equivocadas’

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse neste sábado que as críticas de Rodrigo Maia à visita de Mike Pompeo a Roraima baseiam-se em “informações insuficientes e em interpretações equivocadas”.

“O teor da nota do Presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Rodrigo Maia, ao criticar a visita feita pelo Secretário de Estado dos EUA, em minha companhia, às instalações da Operação Acolhida em Boa Vista no dia 18/9, baseia-se em informações insuficientes e em interpretações equivocadas.”

Segundo o ministro, “ a persistência na Venezuela de um regime aliado ao narcotráfico, terrorismo e crime organizado ameaça permanentemente” a segurança dos brasileiros. No entanto, não há “autonomia e altivez” em ignorar o sofrimento do povo venezuelano.

“Absolutamente nada no posicionamento do Brasil contra a ditadura de Maduro e em favor de uma Venezuela livre fere qualquer dos princípios do Artigo 4° da Constituição. Muito pelo contrário, nossa atuação descumpriria a Constituição se fechássemos os olhos à tragédia venezuelana.”

Araújo disse ainda que os Estados Unidos já doaram US$ 50 milhões para a Operação Acolhida e que ontem Pompeo anunciou mais US$ 30 milhões para a operação.

“Brasil e Estados Unidos, portanto, estão na vanguarda da solidariedade ao povo venezuelano, oprimido pela ditadura Maduro.”

 

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 58 comentários
TOPO