Ernesto diz que legalização do aborto na Argentina é 'barbárie'

Ernesto diz que legalização do aborto na Argentina é barbárie
Foto: Arthur Max/MRE

Sem citar a Argentina, Ernesto Araújo criticou há pouco, nas redes sociais, a decisão do país de legalizar o aborto.

“O Brasil permanecerá na vanguarda do direito à vida e na defesa dos indefesos, não importa quantos países legalizem a barbárie do aborto indiscriminado, disfarçado de ‘saúde reprodutiva’ ou ‘direitos sociais’ ou como quer que seja.”

Como mostramos, a decisão foi tomada ontem pelo Senado da Argentina, que aprovou, por 38 votos a 29, o direito de a mulher optar pelo aborto até a 14ª semana de gestação.

O procedimento, até então, só era permitido nos casos de estupro ou de risco de morte da mãe.

Leia mais: Em pouco mais de um mês no STF, o ministro Kassio Marques se alinha à ala anti-Lava Jato.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO