ACESSE

O recado de Ernesto à Argentina

Telegram

O chanceler Ernesto Araújo cobrou nesta quarta-feira, durante a abertura da Cúpula do Mercosul, que os demais sócios do bloco avancem em uma posição conjunta pelo restabelecimento da democracia na Venezuela, informa André Spigariol na Crusoé.

A declaração é um recado para o governo do argentino Alberto Fernández, que se afastou do Grupo de Lima. 

“Outro pilar que sustenta o Mercosul é a democracia. Hoje, a Venezuela representa o principal desafio para a nossa região nessa dimensão. Isso apesar dos esforços que temos feito para contribuir com uma transição democrática naquele país e para o fim da tirania que o assola”, disse o ministro das Relações Exteriores.

“É um desafio que o Brasil continuará  encarar com sentido de prioridade. E é, infelizmente, um desafio que o Mercosul até aqui ainda não conseguiu encarar como bloco”, criticou o ministro durante a videoconferência que marca a transição da presidência do Mercosul do Paraguai para o Uruguai. 

Leia mais aqui.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários