ACESSE

'Escândalo', dizem Gilmar e Lewandowski sobre conversas de Moro e Dallagnol

Telegram

Durante sessão da Segunda Turma do STF, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski comentaram a revelação da troca de mensagens entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol.

“Este voto foi escrito antes deste último escândalo da República de Curitiba”, disse Gilmar Mendes, sobre um voto que acabara de proferir na sessão.

O ministro considerou inválidas provas contra um homem acusado de tráfico de drogas.

“Último, mas não derradeiro”, comentou Lewandowski, em referência ao “escândalo”.

“[Eu] Não tinha feições premonitórias”, respondeu então Gilmar Mendes, sobre o voto.

Mais cedo, Gilmar Mendes disse que provas ilícitas que atestem a inocência de uma pessoa podem servir para anular a condenação dela.

Lava Jato: bombardeio vem de todos os lados. AQUI

Comentários

  • ADONIS -

    Estes dois ministros são especialistas em escândalos.

  • Juciara -

    Como é??? Gilmar e Levandowhisky dando uma de fiscal da moral alheia? ?? Escândalo maior são esses dois serem ministros do STF.

  • Karla -

    Ilícitos são estes ministros. Sem comentários!!!

Ler 282 comentários