Escândalo em obra de Itaipu no Paraguai

Uma obra executada em 2011 pode custar o dobro de uma idêntica construída este ano? Se essa obra foi feita pelo governo do PT, sim. E foi exatamente isso o que aconteceu no Paraguai.

Trata-se da linha de transmissão de 500kV entre Itaipu e Villa Hayes, executada em 2011 por US$ 170 milhões. Este ano, uma linha idêntica em potência e dimensão será construída entre Ayolas e Villa Hayes por US$ 89,7 milhões.

Quem comandava Itaipu era Jorge Samek, indicado pelo casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. A hidrelétrica tinha entre seus conselheiros João Vaccari Neto. O presidente paraguaio era o ex-bispo polígamo Fernando Lugo.

O caso foi denunciado pelo jornal ABC Color e levou a Contraloría General de la República – equivalente à CGU – a abrir uma investigação. Até o presidente Horácio Cartes manifestou-se no Twitter: “Transparencia en primer lugar”.

Suspeita de propina em obra no Paraguai com recursos brasileiros