Escolas livres do petismo

A partir de agora, em Alagoas, estão proibidas a doutrinação política e religiosa nas escolas de Alagoas. A lei, de autoria do deputado estadual Ricardo Nezinho, do PMDB, foi aprovada ontem pela Assembleia Legislativa…

No artigo 2º, pode-se ler: “É vedada a prática de doutrinação política e ideológica em sala de aula, bem como a veiculação, em disciplina obrigatória, de conteúdos que possam induzir aos alunos a um único pensamento religioso, político e ideológico”.

No artigo 3º, está escrito que o professor “não abusará da inexperiência, da falta de conhecimento ou da imaturidade dos alunos, com o objetivo de cooptá-los para qualquer tipo de corrente específica de religião, ideologia ou político-partidária”.

Em relação às escolas confessionais, há artigos que as obrigam a deixar isso bem claro em contrato.

É assim que se começa a combater o petismo.

61 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. A maioria de favelas em SP e no DF são feitas por migrantes, fato! Nada a ver com xenofobia. Que governantes do N e NE tenham responsabilidade sobre seu povo. Recebem do governo mto mais que arrecadam mas mesmo assim não cumprem sua função! Mais fácil jogar nas costas dos outros! Outro dia um cearense morando em SP ha 20 anos reclamava do Alckmin e elogiava Ciro gomes. Ta aí um exemplo.

  2. Texto escrito pelo adorador (?) de mitologia e religião, ignora, do que se trata a “DOUTRINA CATÓLICA”! CATHOS significa UNIVERSAL (grego) DOUTO significa conhecimento profundo. TRINA é relativo à trindade, que trata da “REVELAÇÃO ” PAI< FILHO E ESPÍRITO SANTO. Religião é tudo o que o homem busca e não lhe foi revelado. Portanto adorador, aprenda agora o que realmente é Catolicismo! E saiba que são pucos os verdadeiros Católicos nesse mundo relativista como o adorador(?)… O restante de seu texto é realidade onde proliferam todo tipo de seitas religiosas…

  3. De acordo com a pesquisa distrital por amostra de domicílio – PDAD – 2015 (disponível em codeplan.df.gov.br, notícia de 19 abril) e com uma conta de padaria, a região administrativa na qual a Chácara Santa Luzia está inserida possui 39015 moradores estimados e 9963 domicílios, sendo 618 barracos. Quem conhece a Cidade Estrutural DE VERDADE sabe que estes barracos estão, em sua esmagadora maioria, na Chácara Santa Luzia. Se o estudo diz que cada domicílio tem 3,92 moradores, temos cerca de 2400 habitantes. Dizer que 1/4 da Estrutural mora na Santa Luzia é equívoco ou má-fé.

  4. Pasmem! 12 mil pessoas vivendo num sub mundo, dos quais pelo menos1/3 ou 1/4 ajudam a eleger vereadores, deputados, senadores e presidente e não exigem que cumpram suas promessas de campanha? O que me parece é que não se importam de viver na escuridão, no esgoto, no lixão. Do contrário, há muito tempo, já teriam exigido do poder público a infraestrutura necessária para viverem com dignidade.

  5. Pasmem! 12 mil pessoas vivendo num sub mundo, dos quais pelo menos1/3 ou 1/4 ajudam a eleger vereadores, deputados, senadores e presidente e não exigem que cumpram suas promessas de campanha? O que me parece é que não se importam de viver na escuridão, no esgoto, no lixão. Do contrário, há muito tempo, já teriam exigido do poder público a infraestrutura necessária para viverem com dignidade.

  6. Não é a toa que o Figueiredo dizia preferir o cheiro do estrume de cavalo do que o de gente, não é a toa também que os militares hoje não querem nem saber de ouvir falar em intervenção constitucionalista (ou qq outro nome com o mesmo fim), nós todos em maior ou menor grau estamos mais preocupados com nosso quadrado do que o do alheio, e alguns canalhas usam o termo coletivo, socialismo, etc. de forma espúria somente para atingir os próprios interesses.

  7. No Brasil, onde a periferia de sua rica capital comporta uma população de milhares de famílias de catadores de lixo, onde não há coleta diária de lixo, que vivem onde o lixo mais prospera . . . não há o quê e nem como defender! Para quem crê, reze por estas pobres almas. É o máximo que elas terão como alento. . . . sem hipocrisia; quem gosta de viver na m.erda? Não gostou,? Então se mexa!!! Reivindique melhores condições para estas pobres almas. Se a invasão chique traz uma infra-estrutura completa, quero mais invasões chiques! Quanto mais, melhor! VIVA O CHIQUE!

  8. O texto trata uma questão séria de Brasília, mas de uma forma superficial. Conta, mas não explica. Ao desavisado que lê fica parecendo que invasão “não chique” nunca é vista, o que não é verdade. Todo o entorno está repleto de invasões “chiques” e “não chiques” e que são atendidas pelo poder público, sempre insuficientemente, é claro, em ambos os casos. Aliás, nisso o governo costuma ser bem democrático. Os serviços públicos são ruins igualmente: para ricos e pobres.

  9. Esquerdistas são assim. Repito: Esquerdistas SÃO assim, não há na história uma esquerda democrática e dos pobres, o que sempre existiu foi a esquerda corrupta, mentirosa, ladra de futuro e verbas. Aos amigos do Partido: TUDO, os pobres ficam com migalhas, com o resto.

  10. Os posts do Tio Barnabé destinam-se a criticar o funcionalismo público em geral, muitas vezes merecidamente, mas me parece que a intenção não é meramente criticar, mas menoscabar toda uma categoria profissional, em que uma grande parte não se encaixa nos esterótipos aqui trazidos. E as reivindicações não se resumem a questões salariais, mas também a estrutura do serviço etc.. Me parece, no entanto, que é pecado o servidor público querer reivindicar melhores salários, como todas as categorias profissionais. Não se pode admitir que os servidores públicos sejam os bodes expiatórios da crise.

  11. O Brasil é feito de “Santas Luzias” . Afaste-se da orla onde serpenteiam os prédios de luxo e encontrarás a decadência, a miséria, o abandono. São essas almas que são cultivadas e mantidas à míngua pela esquerda. São estes pobres coitados que afileiram-se em exércitos de eleitores que interessam apenas para pressionar os botões das urnas eletrônicas.

  12. Concordo com o comentário do Felipe, é de uma estupidez tremenda dizer que todo o servidor público é de esquerda. Generalização burra, injusta e maldosa. Como bem lenbrsdo, são servidores públicos que estão tentando livrar o Brasil dessa escória criminosa que tomou conta do Estado. Servidor que passa em concurso público estudou para isso, tem qualificação e não ganhou nada de mão beijada. Isso é meritocracia.

  13. Perfeita a caracterização de parte significativa dos abonados estatistas de BSB (e aqui do Rio também!), entre os quais incluo alguns de meus queridos amigos e parentes: abraçadores de árvores, adoradores de concursos públicos e engajados defensores do aumento de seus próprios salários em estatais, ministérios e demais órgãos públicos federais, acrescento ainda outras grandes preocupações dessa turma da esquerda “federal”: haver restaurante japonês do bom na quadra em que habita, além, é claro, a cotação do dólar para as comprinhas em NYC.

  14. Recomendo pesquisa detalhada, sou leitora assídua e não vi substancialidade no relato. Nao foi no Df que Dilma e etc foi eleita, a maioria votou contra, inclusive a maioria do funcionarismo. Existem muitas pessoas em situação miserável nessas redondezas, iludibriados são aqueles que votam na corja que mora aqui de segunda a quarta-feira e depois diz que os ladrões são locais. Não criamos todos os bandidos, apesar de, termos alguns.

  15. Defendo a cidade de Brasília, não aquela modernosa idealizada pelo Lúcio Costa e Niemeyer para ser um gueto comunista, mas a sua gente que trabalha muito para se manter e paga suas contas e impostos. Como em todo o Brasil, quando o lula recebeu votação maciça, Brasília foi um antro petista sim, e ainda há alguns à solta, mas a maioria mudou e adotou com veemência o “fora dilma” , “fora pt”, em todas as classes sociais e em todas as satélites. Há sacripantas locais, mas a grande maioria veio mandada pelos eleitores de todos os rincões do Brasil. Lula, dilma et caterva não são brasilienses.

  16. Aumentando o abandono, o Governo do Distrito Federal alterou o itinerário das linhas de ônibus que passavam ao lado da Chácara Santas Luzia, afastando as linhas da favela, obrigando os moradores da Santa Luzia a uma caminhada maior ainda para chegar ao ponto de ônibus mais próximo. Mais revoltante ainda foi a justificativa das autoridades para a alteração: disseram que atendiam a uma reivindicação do Sindicato dos Rodoviários, que se queixava da falta de segurança e da incidência de assaltos a ônibus no local. Pelo jeito, melhorar o policiamento não passou pela cabeça das autoridades do DF

  17. Bom…hoje foram péssimos! Quem disse ao autor do texto que funcionários públicos são de esquerda? Temos a marca dos escravos também? Sem defender os condomínios irregulares,mas sabiam que eles pagam todos os impostos e a infraestrutura interna é cotizada entre todos? Sim,Santa Luzia deu luz ao cegos e querer defender um problema grave acusando cidadãos de serem ” cegos” é demagogia típica de jornalistas esquerdistas sem a luz da bengala branca!

  18. O Brasil inteiro possui bolsões de miséria e de violência. Em São Paulo, foram essas áreas que elegeram Haddad. No Rio, os governos medíocres e corruptos se sucedem, começando por Brizolla, graças às “Chácaras Santa Luzia” que temos aos montes por aqui. No Brasil, o inferno que vivemos atualmente, provocado pelos governos lulopetistas, se deve em grande parte às “Chacaras Santa Luzia”

  19. Crítica monocular. Não leva em consideração: o resultado das últimas eleições presidenciáveis no DF; generaliza a atuação e pensamento dos servidores; esquece do mérito e da complexidade em se passar num concurso público (em poucos países existe concurso público para ingresso no serviço público); a lava-jato, apesar de ter iniciado em Curitiba, tem grande contribuição dos agentes públicos sérios de Brasília; tentar colocar a culpa da desigualdade nos servidores é, no mínimo, estúpido. E nas demais grandes cidades brasileiras e do mundo, também é culpa desses profissionais?

  20. Matéria sem pé nem cabeça . Misturou alhos com bugalhos e não soube exprimir a ideia adequadamente. Cadê o revisor? Está de folga, deixou o pupilo a própria sorte.

  21. Luciano Você está certíssimo! Faltou uma revisão final do texto. O que me contaram: em Brasília, a tática adotada para garantir a instalação e a irreversibilidade de um “bairro” ilegal era presentear os primeiros lotes a juízes e outras autoridades. Assim fazendo, geravam nos demais compradores a confiança necessária para que entra$$em na mutreta.

  22. Excelente post antagonistas! As favelas são invisíveis para os governantes, todos imaginam que favelas só servem para votos. O que impressiona é Brasília, com a maior concentração de ladrões por metro quadrado do mundo concentra também a maior renda percapita do país, logo lá onde não se produz uma agulha.

  23. Aluísio Azevedo …E naquela terra,naquela umidade quente e lodosa começou a minhoca a esfervilhar ,a crescer,….uma coisa viva,uma geração que parecia espontânea, multiplicar-se como larvas no esterco. no mesmo circulo vicioso da preguiça de cobrar daqueles que os governam não uma bolsa família mas que as oportunidades sejam iguais para os que desejam de fato uma civilidade!!

  24. Santas ironias que passam ao longo dos tempos desapercebidas….. moro em um bairro chamado jardim botânico, onde o lixo geralmente é jogado nas avenidas que ligam os bairros, estão desmatando um cerrado para encher de concreto pedra e piche sem nenhum desenho arquitetônico harmonioso com a natureza ou seja, nada a ver com botânica…. Esse post é fantástico! Precisamos de mais antagonistas…

  25. Acredito que o Poder Público ñ pode arcar com altos salários. Isso compromete as finanças públicas. Além da corrupção, esse é outro aspecto que contribui para a crise. Sem contar com os cargos comissionados. O interessante é que pagamos uma fortuna de impostos e ñ temis retorno. O resultado é esse: o país está parando. Indústria, comércio e profissionais liberais, ou seja, aqueles que fazem o país funcionar, ñ aguenta m mais arcar com elevada carga tributária.

  26. Que post mais esdrúxulo hein Antagonistas? Qual é a relação entre a má gestão do DF e Santa Luzia? São ateus? Problema de vocês! Parece mais a esquerdalha que vocês tanto combatem! De tanto falar mal deles estão se contaminando!!

  27. Que post mais esdrúxulo hein Antagonistas? Qual é a relação entre a má gestão do DF e Santa Luzia? São ateus? Problema de vocês! Parece mais a esquerdalha que vocês tanto combatem! De tanto falar mal deles estão se contaminando!

  28. Quando se generaliza, especialmente ao esteriotipar pessoas, há muita chance de se cometer equívocos contra muitos, injustiças também . Sou servidor público e não me enquadro em nenhum desses atributos descritos pelo autor.

  29. Tio Barnabe: o Justiceiro … O metralhadora giratoria . Afinsl de contas da trabalho separar joio do trigo , e este aspecto evidência o quão igual Tio Barnabe é igual a quem tanto critica!

  30. Para o bom funcionamento do país e de suas instituições, é fundamental que tenhamos funcionários públicos bem preparados, bem remunerados e aprovados em concurso. Desde cedo aprendi que o concurso público era uma opção para quem buscava uma estabilidade de vida, mesmo sabendo que não ganharia muito, mas o suficiente para ter uma vida digna. Quem realmente quisesse ganhar muito, deveria ir para a iniciativa privada. Pois bem, há um bom tempo isso tem mudado. O alto escalão do funcionalismo público hj ganha o que quase ninguém da iniciativa privada ganha.

  31. Banania so” e” banania porque uma grande quantidade de bananas teima em viver do labor alheio, vendendo facilidades a mau intencionados que conhecem o organograma dos cachos e perpetuando a seus rebentos as facilidades heredita”rias enquanto a choldra ignara, satisfeita com os farelos do butin, seguem a sua sina volunta”ria desde que tambem possam diminuir as horas do seu labor escravo em troca de efemeras esmolas que os fazem sentir senhores da corte diante de seus pares!

  32. Jura que vc s vão discutir a gramática do texto ao invés da ideia que ele expressa? Tio Barnabé, as hipocrisias e ironias cruéis não se limitam a Brasília, infelizmente. Há vários bairros chamados “Jd Paraíso” que mais parecem um pedaço do inferno. É o Brasil. Aqui em São paulo temos o Empório Santa Luzia, que embora não venda óculos, tem tudo a ver com a santa, uma vez que lá as mercadorias custam os olhos da cara. Nunca havia me atentado a este detalhe, o senhor me abriu os olhos. E olhe a Santa Luzia aí de novo…hehehehehe.

  33. Vergonha alheia de um post tão sem noção. Parece papo de esquerdista. Deveriam saber mais sobre a realidade de Brasília, do ex-governador Roriz que inchou a periferias da cidade, dando lotes sem a mínima infraestrutura para ganhar votos. Várias favelas receberam nome de “cidades satélites” a capital. Além disso, os moradores de Brasília tem que sustentar as cidades do entorno do DF, que pertencem ao estado de Goiás…somos vandalizados a todo instante pelos os que não conhecem a realidade dos moradores da capital do país…

  34. Li que o José Abreu, o cuspista, irá ao Faustão. Com todo o respeito: completam-se. JA pelo “argumento”; o outro por utilizar desgraça alheia como padrão estético, as tais vídeo-cacetadas. Não usufruo qualquer prazer em ver o meu semelhante cair, machucar-se, ainda que gordo, ainda que feio, cego, ou aleijado; ainda que cuspidor. Acho que JA, em vez de se expor, devia recolher-se e não fazer alarde de sua façanha, lá nele. O outro casal? Pessoas privadas, que ninguém sabe quem; enquanto que JA faz opinião; por isto mesmo, o dever para com os jovens. A Globo, sim, a globo.

  35. Brasília construída para incrementar o interior, ser o suprassumo e tal, revela-se um fiasco como ene cidades brasileiras. Populações marginalizadas que se reproduzem à velocidade da luz e não conseguem sair do zero apesar das inúmeras promessas de redenção. A Austrália, com pouco menos da superfície territorial brasileira, tem cerca de 23 milhões de habitantes e não resulta como tendo magnitude similar de guetos de cortiços. Lá existe área desértica, aqui a fantasia de país gigante e rico incute na mentalidade brasuca comportamento de ponto sem nó.

  36. O autor do texto está muito equivocado! Mais de 70% dos eleitores brasilienses votaram FORA PT e não são esquerdistas! A abordagem sobre áreas regularizadas e as não-regularizadas foi absolutamente superficial. Por favor, informe-se melhor e revise o texto para não perder a credibilidade.

  37. Pequena correção ao comentário de 4 minutos atrás: a fama da frase “O mineiro só é solidário no câncer”, de Otto Lara Resende vem dos diálogos (e não do título)de “Bonitinha mas ordinária, ou Otto Lara Resende”, de Nélson Rodrigues.

  38. “A deterioração da linguagem sugere a deterioração das relações sociais” – Quincas Borba. Deixa pra lá. Bandidos e delinquentes são carinhosamente tratados por eufemismos em banânia. .

  39. === luciano 7 minutos atrás o certo é “a exatos”. == Correto!!! — Há exatos 12kms entre … Praça do Três Podres Poderes … e Santa Luzia …. — Dista 12kms da Praça. —

  40. Excelente crônica! E já que vocês me ensinaram algo (“ouvidos de marcador”), não se importem se eu ensinar-lhes algo em retorno. O correto não é “parafraseando Nélson”, mas “parafraseando Otto”. A frase “O mineiro só é solidário no câncer” é de Otto Lara Resende. Sua fama vem, é certo, do título de uma peça de Nélson Rodrigues, que, por sinal, chama-se “Bonitinha mas ordinária, ou, Otto Lara Resende”.

  41. Boa parte dos altos servidores públicos de Brasília não votaram no PT(não sou servidor público nem moro em Brasília). Mas, a própria operação Lava-Jato sai de pessoas de parte do alto escalão público. Entendi perfeitamente o que O Antagonista quis dizer, e é preciso diferenciar privilégios indevidos(que acaba por formar uma nova direita de altos servidores) de direitos. O grande erro da esquerda foi exatamente este: não fazer o pobre poder estudar na mesma escola do rico. Como não investir dinheiro no saneamento básico e saúde. Acho que muitos servidores querem servir e sabem do assalto.

  42. . Não seja tão pessimista, Tio Barnabé. Há outra favela não “regularizada” nos cafundós de Brasília. Pela vista, parece que tem até conexão de Internet ilimitada por lá, e uma das melhores do mundo: http://www.telegraph.co.uk/content/dam/Travel/Destinations/Asia/south-korea/Seoul-night-aerial-xlarge.jpg ===========

  43. Poxa, Antagonista: sou servidor público federal (no Rio de Janeiro) e não sou esquerdista. E há muitos outros por aqui (também leitores dessa página e contrários ao atual governo).