ACESSE

Escolas não conseguiram “segurar o piolho”, imagina o coronavírus, diz Covas

Telegram

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, reafirmou que a data do retorno das aulas será decidida pela área da saúde da administração municipal.

“Vocês imaginem em uma sala de aula, com 40 alunos, que até hoje as escolas não conseguiram segurar o piolho, como é que você vai conseguir segurar o vírus do coronavírus? Enquanto a gente não tiver total tranquilidade de que é o momento apropriado, não é pressão do grupo A, não é o interesse do grupo B que vai definir a data de retorno às aulas”, afirmou nesta sexta-feira.

A volta às aulas na rede municipal de ensino de São Paulo ainda não tem uma data definida.

Ontem, como publicamos, o governador João Doria adiou para 5 de outubro o plano de reabertura das escolas no estado.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários