Esquema de Bumlai remete ao mensalão

A força-tarefa da Lava Jato identificou na Operação Passe Livre que o grupo liderado por José Carlos Bumlai adotou mecanismos de múltiplos empréstimos para levantar recursos e repassá-los para pessoas físicas e jurídicas, inclusive o PT. O esquema é semelhante ao usado no mensalão.

Segundo informações preliminares, houve mais de uma dezena de operações desse tipo junto a bancos privados e públicos, como o BNDES e o BB. No caso do BNDES, foram três empréstimos a empresas de Bumlai: R$ 64 milhões, R$ 350 milhões e R$ 104 milhões.

Faça o primeiro comentário