Esquema envolvendo Baldy é da época de Cabral

O secretário de Transportes de João Doria, Alexandre Baldy, preso hoje pela Lava Jato, é investigado por atos suspeitos antes de assumir a pasta.

Os contratos investigado são da época do governo Sergio Cabral. São investigações baseadas em outras três operações da Lava Jato do Rio: Fatura Exposta, Calicute e SOS.

Como registramos há pouco, a Operação Dardanários cumpre 6 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão, nas cidades de Petrópolis (RJ), São Paulo (SP), São José do Rio Preto (SP), Goiânia (GO) e Brasília (DF).

Baldy e os demais envolvidos responderão pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Leia mais: A 'paz conveniente' reina em Brasília
Mais notícias
TOPO