Esquema no BRB foi acertado durante Rock in Rio

Telegram

Segundo o Ministério Público Federal, parte da propina investigada na Operação Circus Maximus foi negociada no meio da edição de 2015 do Rock in Rio, publica o G1.

Os investigadores afirmam que Vasco Gonçalves, o então presidente do BRB, e Nilban Júnior, o então presidente da empresa responsável pelos investimentos do banco, foram convidados ao evento pelo empresário Ricardo Rodrigues.

“Depois do evento, o MPF afirma que Ricardo Rodrigues apresentou aos dois banqueiros uma propina em troca da aprovação de dois aportes ao fundo, de R$ 20 milhões e R$ 50 milhões.”

Comentários

  • danilo -

    E o brasileiro dançando.

  • HabemusLEX -

    bancos, sempre eles guardando e lucrando com din din.. ajudam a promover comunismo que destrói as ecoomias , ai então eles emprestam a juros de agiota. sempre lucrando os espertinhso

  • Melissa -

    Course not! O negócio é chamuscar, queimar, destruir e arrasar a Lava Jato, Moro e Bolsonaro!

Ler 32 comentários