ESQUEMA TINHA ATÉ EMPRESA DE TRANSPORTE DE VALORES

O MPF descobriu que Sérgio Cabral, desde que deixou o governo do Rio, vinha “atuando ativamente em atividades ilícitas de branqueamento de capitais”.

Para isso, ele usava sua empresa Objetiva Gestão e Comunicação Estratégica Ltda para promover “contatações fictícias, com o fim de legitimar ingressos de recursos financeiros espúrios em seu patrimônio, típica atividade de lavagem de dinheiro”.

É nesse contexto que o MPF cita o contrato da Objetiva com a Creações Opção (sic), que, por sua vez, recebeu mais de R$ 25 milhões em repsses da Trans-Expert Vigilância e Transporte de Valores – entre 2013 e 2015.

A Trans-Expert é de Hudson Braga, ex-secretário de Obras de Cabral.

Faça o primeiro comentário