Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Esquerda tenta emplacar CPI do Bolsolão

Deputados de partidos como o PT, o PDT, PSB e PCdoB precisam obter 171 assinaturas para conseguir tirar a investigação do papel
Esquerda tenta emplacar CPI do Bolsolão
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Integrantes de partidos de esquerda iniciaram hoje um movimento de coleta de assinaturas na Câmara para emplacar a CPI do Bolsolão. Os parlamentares querem investigar irregularidades no orçamento paralelo instituído pelo governo Jair Bolsonaro para obter apoio político no Congresso Nacional.

Hoje, o deputado Ivan Valente (Psol-SP) ingressou com um pedido de abertura de investigação. O pedido vem recebendo apoio de partidos como PT, PDT, PSB e PCdoB. Para que a CPI do Bolsolão saia do papel são necessárias 171 assinaturas. A esquerda, no entanto, soma aproximadamente 130 parlamentares.

Há meses, O Antagonista mostra como, desde o primeiro ano do governo Bolsonaro, as chamadas verbas extras estão sendo usadas pelo presidente — que, não custa lembrar, foi eleito prometendo acabar com o velho toma lá, dá cá — como compra de apoio político ou de pautas específicas no Congresso.

O Estadão rastreou o uso de R$ 3 bilhões em emendas extras liberadas pelo governo, revelando a aplicação desses recursos por parlamentares em compras superfaturadas de tratores, por exemplo.

“É um escândalo”, afirma o líder do PT na Câmara, Bohn Gass (PT-RS). “Não é possível que o governo ainda precise comprar apoio político para destruir o Brasil”, complementou o petista.

“Mais grave ainda são os indícios de que as obras, serviços e máquinas contratadas a partir da indicação dos parlamentares estão sendo superfaturadas, situação que remonta a outros casos de corrupção investigados por esta casa”, descreve o deputado Ivan Valente no pedido de instauração de CPI.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO