ACESSE

Ex-senadora lembra que Flávio Bolsonaro não apoiou CPI da Lava Toga

Telegram

A senadora cassada Juíza Selma enviou uma mensagem a O Antagonista relembrando por que saiu do PSL, partido pelo qual foi eleita.

“Fui alvo do Flávio Bolsonaro, porque ele queria que eu tirasse a minha assinatura do requerimento de criação da CPI Lava Toga.”

Esse episódio foi noticiado pelo site à época. Flávio não só nunca assinou nenhum dos requerimentos de criação da CPI, como atuou nos bastidores para retirar assinaturas: e conseguiu.

Ontem, Major Olímpio escreveu no Twitter que o governo também se mobilizou para enterrar os pedidos de impeachment de ministros do STF que se acumulam no Senado.

“Essa é a mais pura verdade”, afirmou Selma, que foi cassada por caixa dois e abuso de poder econômico e, no mês passado, deixou o cargo. Ela se diz vítima de uma perseguição política.

Leia também: Bolsonaro e a prisão de Toffoli e Alexandre de Moraes

Comentários

  • Sueli -

    Hoje, eles estão pagando por esse erro. Erram demais.

  • Jurandir -

    Por isso o Bolsonaro tá todo enrolado , não pode ser a favor de prisão em segunda instância e nem foi a favor da lava toga, abraçou o STF pra livrar os filhos, justiça por conveniência, tá colhendo

  • VICENTE -

    Em caso de impeachment o Mourão assume mas não vai trair Bolsonaro. A solução é cassar a chapa e entregar a Presidência para o Botafogo. Está bom assim?

Ler 38 comentários