Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Essas palavras não podem ser usadas como pano de fundo para golpes”

Às vésperas dos atos de 7 de Setembro, o procurador-geral de Justiça de Santa Catarina disse que o momento é “muito preocupante”
“Essas palavras não podem ser usadas como pano de fundo para golpes”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Como mostramos, chefes dos Ministérios Públicos Estaduais reuniram-se na semana passada para discutir a adesão de policiais militares da ativa aos atos bolsonaristas do 7 de Setembro.

Para o procuradorgeral de Justiça de Santa Catarina, Fernando Comin, o momento é “muito preocupante”. Ele disse à CNN Brasil:

Ninguém é contra a pátria, a família e a ordem. Essas palavras não podem, jamais, ser usadas como pretexto ou pano de fundo para golpes e ataques à democracia”, afirmou.

Em Santa Catarina, o MP investiga “suposta participação de PMs em possíveis atos antidemocráticos”. Governadores de vários estados se comprometeram a punir os policiais militares que participarem das manifestações bolsonaristas.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO