Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Esse fanatismo criminoso que estamos vivendo acaba em violência"

Santos Cruz traça um cenário de muita preocupação caso a corrida presidencial de 2022 repita a polarização entre PT e Jair Bolsonaro
“Esse fanatismo criminoso que estamos vivendo acaba em violência”
Foto: Mateus Bonomi/AGIF/Folhapress

O general Santos Cruz disse à Veja que o Brasil não pode repetir a polarização entre Lula e Jair Bolsonaro, este último cujo governo integrou.

“O PT já teve a oportunidade dele com um ciclo de mais de 13 anos e acabou se desgastando com escândalos e demagogia. Não podemos voltar 20 anos. Tem que andar para a frente. E o governo atual não conseguiu fazer nada disso. É um governo que investe no fanatismo, no show, no populismo. É o processo de qualquer regime totalitário. É divisão social, é o culto à personalidade, é o ataque às pessoas, e não a discussão de ideias. Os ataques são todos pessoais com desinformação, fake news, crimes de calúnia, de difamação, desinformação, mentira. Isso é o que está caracterizando o momento atual.”

Santos Cruz acrescentou que, “em uma sociedade dividida, esse fanatismo criminoso que estamos vivendo acaba em violência”.

O Centrão não está preocupado com isso: para eles, tanto faz Lula ou Bolsonaro. Cabe ao tal “polo democrático” resistir às vaidades e aos projetos partidários para impedir essa violência.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO