Estadão: “Lula terá o lugar que merece”

O Estadão, em editorial, discorre sobre os tumultos causados pelos advogados e acólitos de Lula em Curitiba e em Genebra, aquela região leiteira da Suíça que conta com braços da ONU

Eis a conclusão:

“No desespero da causa perdida, parece que qualquer argumento é válido. Se estão convencidos de que não conseguirão impedir que, mais cedo ou mais tarde, Lula vá parar na cadeia, seus aliados e advogados apelam para o velho recurso da vitimização do ‘homem mais honesto do Brasil’. Lula já tentou ser o herói maior no Panteão brasileiro. Agora quer se tornar um mártir das causas populares. Terá, na história, o lugar que merece.”