Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estados reduzem intervalo entre doses da AstraZeneca

A recomendação do Ministério da Saúde é para que a segunda aplicação seja feita 12 semanas após a primeira
Estados reduzem intervalo entre doses da AstraZeneca
Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

Cidades de pelo menos cinco estados do Brasil reduziram o intervalo entre as doses do imunizante da AstraZeneca contra a Covid.

O Ministério da Saúde recomenda que a segunda aplicação ocorra 12 semanas depois da primeira. O prazo, no entanto, foi encurtado em algumas regiões para tentar ampliar a proteção contra a variante delta do coronavírus, que surgiu na Índia.

A bula da Fiocruz, que produz o imunizante no Brasil, diz que a segunda injeção pode ser administrada entre 4 e 12 semanas após a primeira”.

O governo fez um estudo sobre a possibilidade de recomendar a redução do intervalo, mas a Câmara Técnica decidiu manter a recomendação de 12 semanas.

Entre os estados que já divulgaram a redução do intervalo, estão Pernambuco (60 dias), Acre (45 dias), Ceará (60 dias), Espírito Santo (70 dias) e Piauí (70 dias) (Alagoas e Sergipe fizeram mudanças pontuais). O estado de São Paulo também manifestou essa intenção, mas aguarda aval da Anvisa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO