“Estamos cheios de enrustidos autoritários em qualquer lugar”, diz Nelson Jobim

“Estamos cheios de enrustidos autoritários em qualquer lugar”, diz Nelson Jobim
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim fala na Comissão especial sobre o pacto federativo, durante audiência pública (Antonio Cruz/Agência Brasil)

“Estamos cheios de enrustidos autoritários em qualquer lugar”, disse hoje o ministro Nelson Jobim, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal.

Segundo o ministro, o país passa por um momento de criminalização da política, “como se a política não fosse o processo democrático”.

Ele participa agora pela manhã de live no YouTube promovida pelo site Jota e comentava a necessidade – ou conveniência – de o presidente do Supremo participar de reuniões e encontros com membros de outros poderes.

Para Jobim, esse diálogo é essencial porque “a construção legislativa não passa exclusivamente pela discussão acadêmica” e é preciso “entender o processo legislativo” e “construir soluções majoritárias”.

Ele lembrou de quando ele presidia o STF e costurou, junto com o então ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, do Primeiro Pacto Republicano. “Negociamos com o Executivo, levamos aquilo para o Legislativo e aprovamos todas aquelas propostas”, disse.

“Não podemos ficar de braços cruzados para depois dizer o que está certo e o que está errado. Não funciona assim. O problema é que qualquer tentativa de diálogo passa pelo crivo da criminalização.”

Nelson Jobim é sócio do BTG Pactual, de André Esteves.

Assista ao vídeo:

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 62 comentários
TOPO