Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Estamos criando uma dificuldade para atender a um problema que não existe", diz Barroso, sobre voto impresso

“Estamos criando uma dificuldade para atender a um problema que não existe”, diz Barroso, sobre voto impresso
Reprodução/YouTube/Justiça Eleitoral

Eu tenho todo o respeito e consideração pelos membros do Congresso e acho que o Congresso tem todo o direito de debater o voto impresso. Agora, existem muitos problemas, sim, associados à implantação do voto impresso”, disse o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, em live com o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

Estamos criando uma dificuldade para atender a um problema que não existe.”

O ministro falou em potenciais dificuldades orçamentárias e jurídicas relacionadas ao voto impresso e disse que a proposta custaria cerca de R$ 2 bilhões aos cofres públicos, valor de 500 mil máquinas impressoras para as urnas.

Ele lembrou ainda que o STF apontou, em dois julgamentos, o risco de violação ao sigilo do voto. E que, em 2002, o TSE testou a impressão de comprovantes. “Foi um transtorno. Aumentaram as filas, aumentaram os votos brancos e nulos, e as impressoras emperraram.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO