Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estavam com saudade de Sérgio Moro?

O juiz ouviu mais cedo Nestor Cerveró no processo de José Carlos Bumlai. Ele pediu ao delator para não “excluir nem exagerar” informações.

Cerveró detalhou o contrato de operação de um navio-sonda entregue ao grupo Schahin para compensar o empréstimo feito ao PT por meio de Bumlai.

O ex-diretor disse que, em novembro de 2006, foi pressionado por Silas Rondeau a ajudar a quitar uma dívida eleitoral do PMDB de até 15 milhões de reais.

Ao reclamar com José Sérgio Gabrielli, o então presidente da Petrobras disse que resolveria o problema do PMDB, mas Cerveró cuidaria de outra dívida bem maior, a do PT, de R$ 50 milhões.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO