“Estou tão tranquilo que nem advogado tenho”, diz deputado preso

O deputado estadual reeleito do Rio de Janeiro André Correa (DEM), preso hoje pela PF, disse que vai manter sua candidatura à presidência da Alerj.

Suspeito de receber uma mesada de até 100 mil reais por mês de Sérgio Cabral, ele afirmou ter confiança “na Justiça do meu país, na Justiça do meu estado e, sobretudo, na justiça divina”.

“Estou tão tranquilo que nem advogado tenho”, disse ele na PF, segundo a Folha.

A grande imprensa está atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Moro... Imagine o que ela está deixando de revelar para VOCÊ LEIA AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 23 comentários
  1. Sujeito, não zombe da justiça divina, que o atrevimento VAI lhe custar caro! Esse nome, o nome santo, não pode ser pronunciado com leviandade e quem o fizer, aguentará as consequências…

  2. Por que será que fichas sujas e suspeitos de infrações sempre querem a presidência de alguma coisa?! E o pior são os pares que votam neles, que compactuam. Tá tudo errado! Muda Brasil com Bolson

    1. Se for o Zanin, o promotor pode ir embora pra casa. Com uma defesa dessas tipo “31 de junho” e “31 de novembro” em aluguel pago em dinheiro pro locador que mora em Mato Grosso?