Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Estratégia federal de imunidade de rebanho tem outro nome: é assassinato”, diz Simone Tebet

A senadora criticou a estratégia do governo federal de apostar no chamado “tratamento precoce” e de não ter incentivado a vacinação
“Estratégia federal de imunidade de rebanho tem outro nome: é assassinato”, diz Simone Tebet
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) criticou há pouco, durante a CPI da Covid, a estratégia do governo federal de apostar no chamado “tratamento precoce” e de não ter incentivado a vacinação contra Covid desde o ano passado.

Para ela, essas ações indicam que o governo federal apostou na chamada “imunidade de rebanho”, defendida por integrantes do “Ministério da Saúde paralelo” como o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS).

“A coerência entre o que se diz e o que se quer alcançar, entre tantas coisas, há hipótese sim de procedência de existência de uma estratégia federal de disseminação da Covid em uma tese de imunidade de rebanho, não por vacina, mas por contágio em contaminação em massa. Isso não tem outro nome a meu ver: isso é assassinato”, disse a parlamentar há pouco para o ex-secretário Executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco.

“Há crime de responsabilidade , crime civil e crime penal na omissão!”, disse a parlamentar.

Mais notícias
TOPO