Comportamento mafioso

Júlio Camargo, em sua delação, conta que recorreu em vão a Alberto Youssef e a Edison Lobão para dissuadir Eduardo Cunha. Resolveu então tratar do problema pessoalmente e marcou um encontro na empresa SIDUS, do advogado de Baiano, no número 110 da avenida Afrânio de Mello Franco, no edifício Leblon Empresarial. A reunião ocorreu no dia 18 de setembro de 2011, entre 19h e 20h.

Cunha e Baiano chegaram juntos numa Range Rover placa EIZ 8877, em nome da empresa Technis, do lobista. Iniciada a conversa, Cunha foi direto ao ponto. Disse que não era um “problema pessoal” e que apenas queria receber o valor pendente. “Eu ainda tenho a receber US$ 5 milhões em relação a este pacote”. Camargo aceitou pagar a quantia.