ACESSE

"Eu não ia ficar lá de enfeite"

Telegram

“Entrei no governo e, quando percebei que não tinha condições de cumprir a agenda que defendo, eu não ia ficar lá de enfeite”, disse Sergio Moro, em entrevista à GloboNews.

“Tenho que ser fiel aos meus princípios. Pode ter coisas que até me arrependo. Se o PT quiser ser competitivo, tem que reconhecer os erros do passado (…).

O PT tem esse lado que acha que não aconteceu o mensalão, que não houve crimes na Petrobras, que a culpa disso é minha… Uma forma de recuperar a confiança é reconhecer o que fez de errado no passado.”

Se ainda não leu a segunda coluna de Sergio Moro para a Crusoé, clique aqui.

Leia mais: A receita lulista seguida à risca por Bolsonaro. Clique para ler na ÍNTEGRA

Comentários

  • Sou -

    Agora vai passar a maioria do tempo tentado voltar ao status quo ante com essa conversinha de uma pessoinha perseguida, carente e mal amada. Pior que putta.

  • Bernadete -

    Moro 2022!!!!!

  • Maria -

    Muito boa a entrevista. Tem que falar mesmo. Só cego pra não ver o quanto o minto estava incomodado com a presença de Moro. Fez tudo de caso pensado.Força dr. Moro.

Ler 67 comentários